Turismo

Os principais passeios de barco pelo Brasil

paraty

Passear de barco pelos recantos de Angra dos Reis é um deleite – Foto: Divulgação

Passear de barco com a família e os amigos pode ser uma opção para escapar do calor recorde que se espera para o próximo verão. E na costa litorânea do Brasil não faltam opções para conhecer. Segundo seleção feita pelo Social Boats (www.socialboats.com.br), site que promove a navegação acessível, os destinos imperdíveis para a prática no País estão localizados principalmente nas regiões Nordeste e Sudeste. São eles: Rio de Janeiro (RJ), Angra dos Reis (RJ), Ubatuba (SP), Ilhabela (SP), Salvador (BA), Maceió (AL) e Recife (PE).

No Sudeste, Angra dos Reis é um dos locais mais procurados para a atividade. “No verão, chegam a encostar 300 barcos na Praia do Dentista”, afirma Julio Cezar Franco, que aluga sua lancha Intermarine Oceanic na região há dois anos, e completa: “Não há como conhecer as ilhas e praias de Angra sem estar a bordo de uma embarcação.”

Além do auxílio de um marinheiro experiente, é importante que o veículo tenha controles eletrônicos, gerador, GPS, assim como os itens para desfrutar do passeio, como churrasqueira e uma boa aparelhagem de som. Sem deixar de indicar as mais conhecidas Ilha Grande e praia Lopes Mendes, a sua dica valiosa de proprietário é o Saco do Céu, região costeira onde o mar tem águas claras e calmas. “Recomendo os restaurantes de lá.”

Saindo do Rio de Janeiro e subindo o litoral, está Salvador. Além dos pontos turísticos mais famosos, como o Pelourinho, a capital baiana possui a segunda maior baía do planeta, a Baía de Todos os Santos. O soteropolitano Felipe Phileto, que navega desde a infância com o avô, também apostou no aluguel de sua lancha Yacxo 307. “Da Ilha de Itaparica até o Recôncavo Baiano – passando pelas ilhas do Frade, Maré e Barra do Paraguaçu – existem muitas atrações naturais que valem a pena conhecer. Em um único dia é possível passar por duas ou três ilhas”, diz.

O proprietário destaca que o essencial para navegar na região é ter um marinheiro que conheça bem a Baía. “Em muitos lugares ainda não há uma boa sinalização, formam-se coroas de areia e o mar pode ficar um pouco mais crespo no final do dia. Isso não chega a oferecer risco aos navegadores, mas é importante saber aonde ir e quando”.

Julio Cezar e Felipe encontraram no Social Boats uma forma simples de locar suas embarcações e compartilhar o prazer de navegar. O site, criado em 2015, já possui cerca de 350 ofertas de barcos em todo o Brasil e tem a proposta de mostrar que a navegação pode ser mais democrática.

Sobre o Social Boats
Site que funciona como um classificado para aluguel de embarcações. Com a proposta de conectar interessados em alugar barcos e proprietários, o portal já disponibiliza o serviço e traz cerca de 350 opções em mais de 20 cidades do Brasil e exterior. Foi fundado em janeiro de 2015 pelos irmãos Carneiro – Tiago, Isaias, Camila e Luiz Alberto Jr. –, amantes da navegação. www.socialboats.com.br.